• Facebook
  • Twiiter
  • Instagram

Notícias

11/10/2017

Santuário de Nossa Senhora Aparecida comemora 300 anos de fé

No próximo dia 12, o Santuário Nacional de Aparecida celebra os 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora no Rio Paraíba do Sul, interior de São Paulo. Ao longos dos últimos dias, e até o dia 12, uma intensa programação marca a data, com shows e missa especiais em homenagem a Nossa Senhora Aparecida.


Tudo começou no ano de 1717 três pescadores, Domingos Garcia, Felipe Pedroso e João Alves, levados por necessidades históricas e econômicas, saíram a pescar, numa época escassa de peixe. Por ação misteriosa de Deus, chegando ao Porto Itaguassu, a primeira coisa que caiu em suas redes foi o corpo de uma imagem quebrada, na altura do pescoço. Num segundo lance de rede, pescaram a cabeça da mesma imagem. Juntando as duas partes viu-se que se tratava da Senhora da Conceição.


Depois do encontro da Imagem a pesca de peixes foi abundante e os pescadores intuíram a presença e ação de Deus naquele singular evento.


Por assim ter aparecido, o povo chamou-a de “Aparecida”, nome consagrado pela devoção popular, chegando a ser proclamada Rainha (1904) e Padroeira do Brasil (1930). Seu Santuário foi declarado de âmbito nacional em 1984 pela CNBB – Conferência Nacional dos Bispos do Brasil.


Conheça os primeiros milgares de Nossa Senhora Aparecida:


A Pesca Milagrosa - Aparecimento de grande quantidade de peixes depois que a Imagem surgiu na rede do pescador João Alves;

As Velas - Velas que se acenderam sem que ninguém as tocasse;

Milagre do Escravo - Quando as correntes que o prendiam se soltaram sozinhas;

Milagre da Cega de Nascença - Que viu ao longe a Igreja de Nossa Senhora Aparecida, quando para lá se dirigia;

Milagre do Cavaleiro Valente - Quando quis entrar a cavalo na Igreja e as patas do animal ficaram presas aos degraus;

Existe ainda a narração de vários milagres, como o menino salvo de afogamento no rio Paraíba, o caçador agredido por uma onça e tantas outras manifestações de fé.


Em 10 de setembro de 1946 foi lançada a sua pedra fundamental, no local conhecido por Morro das Pitas, onde hoje se encontra o Santuário Nacional. O serviço de terraplanagem deu-se a partir de 7 de setembro de 1952, mas o início efetivo da construção ocorreu em 11 de novembro de 1955, com a concretagem das colunas da ala norte. A primeira missa no local aconteceu no dia 1 de setembro de 1946 e o primeiro atendimento aos romeiros em 21 de junho de 1959.


As atividades religiosas no Santuário, em definitivo, passaram a ser realizadas a partir do dia 3 de outubro de 1982, quando aconteceu a transladação da Imagem da Basílica Velha para a Basílica Nova.


Em 1980, a Basílica Nova, maior Santuário mariano do mundo, foi consagrada pelo Papa João Paulo II, que lhe outorgou o título de Basílica Menor. Em 1983, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB – declarou, oficialmente, a Basílica de Aparecida como Santuário Nacional.

(Fonte:http://www.jb.com.br/)


Padroeira

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.

  • Transparencia
  • pod-cast radios am fm
  • A Rádio É-Paraná comemora 61 anos.