• Facebook
  • Twiiter
  • Instagram

Destaque

13/04/2018

Jardim do Mel é usado para pesquisas com abelhas nativas

Estudantes do curso de Ciências Biológicas estão desenvolvendo em Curitiba um projeto de pesquisa que busca proteger espécies de abelhas nativas da região. Para isso, a Prefeitura de Curitiba, em parceria com uma universidade particular, criou o Jardim do Mel, que serve de campo para as análises sobre o comportamento das abelhas que vivem na região.

“Estamos investigando quais são as plantas que as abelhas estão visitando, para então montar estratégias que possam garantir o cultivo da flora e, consequentemente, a preservação das espécies”, disse Dayane May, orientadora da pesquisa.

Fazem parte da pesquisa as abelhas das espécies: Jataí, Manduri, Mirim, Mandaçaia e Guaraipo. Todas não possuem ferrão e algumas são típicas do Paraná.

“Em muitos casos, não é possível levar abelhas de um estado para outro, o que torna a pesquisa uma necessidade de preservação das espécies em extinção”, explica Felipe Thiago de Jesus, idealizador dos jardins.

No mundo existem mais de 20 mil espécies de abelhas, sendo 420 sem ferrão. O Brasil possui cerca de 300 espécies sem ferrão e algumas correm o risco de extincão.


Assista ao vídeo:

 


Natureza

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.

  • Transparencia
  • pod-cast radios am fm
  • A Rádio É-Paraná comemora 61 anos.